• Clarissa Ferreira

Conheça Memory Lane, o beco mais charmoso de Tokyo


Ouvimos falar que entre as ruas e avenidas do famoso bairro de Shinjuku se escondia um beco batizado com o curioso nome de Memory Lane. No nosso guia de viagem nem uma palavra do lugar e o Google Maps também não ajudava muito na busca. Como que em caça a um tesouro escondido, subimos e descemos as ruas do quarteirão onde tudo indicava que aquele beco – agora uma obsessão – existia. Até que uma passagem sem graça no meio da calçada deu a dica certeira e, atravessando aquele portal quase mágico, entramos na estreitíssima, esfumaçada, colorida e irresistível Omoide Yokocho, ou Memory Lane para os mais modernos.

(Assista também: "Episódio Japão")

Ao longo dos não muito mais de cem metros de comprimento se espremem uma infinidade de pequenos izakayas (bares que servem comida) de onde sai o cheiro e a fumaça dos yakitoris na brasa (espetinhos de frango, porco, vegetais…). Nos balcões, pessoas de todas as idades se revezam pra comer, beber e bater papo. Dá quase pra imaginar como era lá nos idos anos 40, 50 quando a rua começou a agregar barracas de comida de rua, comerciantes e uma clientela assídua e chegada numa bebedeira. Passados tantos anos, as barracas deram lugar aos minúsculos estabelecimentos, mas os clientes continuam embalando o fim de um longo dia com saquê e espetinho.

Dica quente: vá a noite, ok? Metade da graça do lugar vai embora sem a confusão e parece que durante o dia a rua é bem mortinha. Não se preocupe em descobrir em qual bar sentar, provavelmente você vai se espremer onde finalmente achar uma cadeirinha livre. E prepare-se para a conversa! Seja com os donos do izakaya ou com o japonês do seu lado, o aperto estimula a interação. E o saquê também…

(Conheça também: "Golden Gai, o bairro mais boêmio de Tokyo")

Pronto! Depois de comer, beber e conversar, você já está pronto para seguir sua aventura noite a dentro (de preferência rumo a Golden Gai). Ah, e se você sair de lá sem estar cheirando a espetinho de frango é porque não ficou tempo suficiente. Volta duas casas e fique mais uma rodada!

(FOTOS: Clarissa Ferreira | Tokyo, Japão)

#japão #japan #tokyo #memorylane #asia #Shinjuku

© 2013 by A Culpa é do Fuso Proudly created with Wix.com