• Clarissa Ferreira

Bali: Trilhas e caminhadas em Ubud


Quem sonha com Ubud como um destino zen para conectar-se com a natureza, meditar e aproveitar a tranquilidade do interior leva um choque quando pisa no centro da vila pela primeira vez. O trânsito de motos e vans, a horda de turistas disputando um espaço nas minúsculas calçadas e os restaurantes sem graça não remetem em nada à imagem que a maioria dos viajantes têm de Ubud.

(Leia mais: "De scooter em Ubud")

O que acontece é que a grande parte dos turistas se hospedam em outras vilas de Bali e apenas passam o dia em Ubud, principalmente na rua principal onde estão o palácio real, a Monkey Forest, o mercado de souvenirs e, mais adiante, na plantação de arroz de Tegalalang. Ubud, porém, vai muito além da primeira má impressão e, fugindo desses lugares e evitando circular no centro nos horários de pico, é possível, sim, viver os dias tranquilos com os quais sonhou ao planejar sua viagem.

(Leia também: "Por do Sol em Uluwatu")

(FOTO: Clarissa Ferreira | Campuan Ridge Walk, Ubud)

Um dos destinos preferidos de quem busca escapar do movimento é a Campuhan Ridge Walk, uma trilha de pouco mais de 8km por onde é possível sentir o gostinho real do interior da ilha. A caminhada é acompanhada pela bela vista dos verdes e exuberantes vales de Ubud e atravessa vilas de moradores e pequenas plantações de arroz. Alguns hotéis luxuosos "se escondem" na região, mas também é possível encontrar cafés e restaurantes com vista para a natureza, bem como lojas de artesanato com preço mais em conta do que lá embaixo, no caos do centro de Ubud.

(Assista também: "Episódio: Sumatra, Indonésia")

A trilha começa bem ali no centro mesmo (veja mapa no final). Procure a entrada do hotel Warwick Ibah Luxury Villas e cruze o rio à esquerda em direção ao templo Pura Gunung Lebah, onde é possível encontrar placas indicativas da trilha que começa logo adiante à direita. A partir daí basta andar, andar, andar até cansar. É possível cruzar com algumas pessoas pelo caminho, mas a maior parte do tempo terá o lugar todo só pra você. Ou seja, ótimo para quem gosta de silêncio e de fotografar sem cabeças e paus de selfie no caminho…

(FOTO: Clarissa Ferreira | Entrada da trilha, à direita do templo)

Outra trilha muito agradável e, na nossa opinião, ainda mais bonita, é a estradinha que leva até o restaurante Sari Organik. O caminho é quase paralelo ao Campuan Ridge, mas não tem vista para o vale e sim para as plantações de arroz que, no fim da tarde, formam uma paisagem que é a cara da Indonésia. Ali estão alguns retiros de yoga e pequenos cafés e restaurantes orgânicos que são perfeitos para descansar do dia de caminhada e curtir o por do sol com um kombuchá da casa ou cerveja gelada, dependendo do gosto do freguês.

(De malas prontas para Bali? Veja todas as dicas, vídeos, guias e notícias sobre a Indonésia)

(FOTO: Clarissa Ferreira | Vista do restaurante Sari Organik)

(FOTO: Clarissa Ferreira | Estradinha para o Sari Organik, recheada de retiros de Yoga)

(FONTE: Google Maps)


© 2013 by A Culpa é do Fuso Proudly created with Wix.com